Encontre seu Passeio



Mais Lidos


Booking.com
Banner BNU vertical
bairro-san-telmo-buenos-aires_03

San Telmo

Qualquer guia de Buenos Aires  recomenda um passeio de domingo pela Feria de Antiguedades y cosas viejas de San Telmo. Não é pra menos. O menor bairro da cidade é, também, um dos mais antigos e tradicionais. San Telmo concentra uma ampla variedade de antiquários, além de preservar grande parte de seu patrimônio arquitetônico e um ar boêmio incomparável.

Junto com o vizinho bairro de Monserrat, faz parte do casco histórico da cidade, onde estão conservadas inúmeras construções da antiga Buenos Aires. Mas a história de San Telmo teve seus altos e baixos. A primeira zona residencial de Buenos Aires foi um dos pontos mais importantes da cidade, abrigando algumas famílias ilustres, até enfrentar uma epidemia de febre amarela e conhecer a decadência. Enquanto a área ao norte da Plaza de Mayo se tornava o centro financeiro da cidade e uma grande área comercial, o antigo bairro do sul parou no tempo, com seus casarões e suas ruas de paralelepípedo.

Em, 1970, a Feira de San Telmo nasceu exatamente com o objetivo de incentivar os portenhos a valorizarem o patrimônio histórico e colaborou para a formação de um pequeno e pitoresco polo de antiquários, que começou a atrair turistas e foi a semente do perfil atual do bairro. Mas atenção: a feira acontece apenas aos domingos, a partir das 11h. As barracas originais, de antiguidades, estão apenas na Plaza Dorrego, mas a feira cresceu tanto que é possível encontrar feirantes por toda a extensão da Calle Defensa a partir da Plaza de Mayo e subir a rua até chegar à praça da feira original.

 

bairro-san-telmo-buenos-aires_01

 

Para chegar até a Plaza de Mayo, você pode pegar o metrô e combinar linhas até descer na última estação da Linha A (Plaza de Mayo). Se não quiser caminhar, existem algumas opções de ônibus saindo de diferentes bairros da cidade e com paradas em diferentes pontos de San Telmo: 22, 24, 28, 29, 33, 54, 61, 62, 64, 86, 93, 126, 130, 143, 152 e 159. Importante: no domingo a Rua Defensa fica fechada ao trânsito e alguns ônibus alteram o percurso para ruas paralelas.

Caminhando ao longo da Rua Defensa, você vai encontrar diversos museus e pontos históricos. Alguns tecnicamente ainda não estão em San Telmo, mas já que você está passeando por aí, que tal entrar no Museo de La Ciudad ou quem sabe no El Zanjon para mergulhar fundo na história da cidade?

E já que você veio até aqui, caminhar com todos esses turistas, não esqueça de tirar uma foto com a Mafalda e seus amigos, na esquina das Calles Defensa e Chile! Ela faz parte do delicioso Paseo de La Historieta, um percurso a pé em homenagem aos personagens das principais histórias em quadrinhos da Argentina. A casa dela e a do Quino é pertinho, também, na Calle Chile número 371.

Um pouquinho antes de chegar à Plaza Dorrego, você vai encontrar o Mercado de San Telmo – um prédio lindo, antigo e enorme. Aí dentro vendem absolutamente de tudo. Desde roupas, passando por brinquedos e antiguidades, até carnes, legumes, frutas… Com paciência e garimpo, dá pra encontrar coisas bem interessantes!

Você pode se demorar na Plaza Dorrego, principalmente se já for mais ao final do dia, quando apresentações de tango ao vivo começam a acontecer.. Outra opção é continuar caminhando um pouco mais para encontrar o Museo de Arte Contemporáneo de Buenos Aires e o Parque Lezama, onde está o Museo Histórico Nacional Da Argentina.

Em San Telmo existe diversas de opções de bares e restaurantes. Uma opção de parrilla MUITO gostosa é o Desnível. Para sair à noite, procure o Gibraltar, um pub não muito grande, com chopp e finger foods, ou o Puerta Roja para uns bons drinques. Neste bar, o astro da casa é o Chili Bomb. Recomendamos apenas aos mais experientes. Mas o cardápio de chopps também é bastante interessante.

Gostou? Dê sua avaliação: 1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas
Loading...
Gostou dessa matéria? Veja também artigos sobre o Uruguai


×
Olá, podemos ajudar?
Exibir botões
Esconder botões
Brasileiros na Argentina